Vaticano

Papa celebra Páscoa com milhares de peregrinos

Missa dominical e mensagem no Twitter antecederam bênção e mensagem urbi et orbi Cidade do Vaticano, 05 abr 2015  (Ecclesia) – O Papa Francisco presidiu hoje à Missa do Domingo de Páscoa, no Vaticano, antecedendo a tradicional mensagem e bênção ‘urbi et orbi’, perante dezenas de milhares de pessoas. Num dia de chuva, a celebração iniciou-se, como é tradição desde 2000, com o rito do ‘resurrexit’ (ressuscitou), que inclui a abertura dos painéis laterais do ícone do Santíssimo Salvador, ao canto do “Aleluia”. Este rito, perdido durante vários séculos, era realizado antigamente na Basílica de São João de Latrão, em Roma, da qual o Papa partia em procissão para a Basílica de Santa Maria Maior, onde celebrava a Missa. Depois da proclamação do Evangelho, cantado em latim e grego, não houve a habitual homilia, dado que Francisco vai deslocar-se, no fim da Missa, para a varanda central da Basílica de … >> continuar a ler

Papa em Santa Marta: jamais usar Deus para cobrir a injustiça

Sexta-feira, 20 de fevereiro, na Missa em Santa Marta o Papa Francisco afirmou que jamais se pode usar Deus para cobrir a injustiça. Partindo da leitura do Livro do Profeta Isaías que nos narra as lamentações do povo porque Deus não ouvira os seus jejuns, o Santo Padre sublinhou que é preciso distinguir entre o formal e o real. Ou seja, de que adianta não comer carne e depois explorar os funcionários? O Papa Francisco na sua homilia recorda que Jesus condena os fariseus por fazerem “tantas observações exteriores, mas sem a verdade do coração”. O jejum que Jesus quer, pelo contrário, é o que desfaz as cadeias injustas, liberta oprimidos, veste quem está nu, faz justiça. “Este é o verdadeiro jejum – reiterou o Papa – o jejum que não é somente exterior, uma lei externa, mas deve vir do coração”. Desta forma, segundo o Santo Padre, os cristãos, … >> continuar a ler

Feliz o homem que confia no Senhor – o Papa em Santa Marta

Na Missa em Santa Marta o Papa Francisco afirmou que o cristão deve andar nos caminhos do Senhor, confiante na sua escolha. Porque Deus está sempre connosco Quinta-feira, 19 de fevereiro – Feliz o homem que confia no Senhor – foi o que afirmou o Papa Francisco na sua homilia na Missa na Casa de Santa Marta. No centro da reflexão do Santo Padre a Leitura do Livro do Deuteronómio, em que Deus diz a Moisés: “Repara que coloco hoje diante de ti a vida e o bem, a morte e o mal. Assim, ordeno-te hoje que ames o Senhor, teu Deus, que andes nos seus caminhos…” A escolha de Moisés – afirmou o Papa – é aquela que o cristão deve fazer todos os dias:“Escolher entre Deus e os outros deuses, que não têm o poder de nos dar nada, somente pequenas coisas que passam.” E não é fácil … >> continuar a ler

Mensagem integral do Papa Francisco para a XXX Jornada Mundial da Juventude

Queridos jovens! Continuamos a nossa peregrinação espiritual para Cracóvia, onde em Julho de 2016 se realizará a próxima edição internacional da Jornada Mundial da Juventude. Como guia do nosso caminho escolhemos as Bem-aventuranças evangélicas. No ano passado, reflectimos sobre a Bem-aventurança dos pobres em espírito, inserida no contexto mais amplo do «Sermão da Montanha». Juntos, descobrimos o significado revolucionário das Bem-aventuranças e o forte apelo de Jesus para nos lançarmos, com coragem, na aventura da busca da felicidade. Este ano reflectiremos sobre a sexta Bem-aventurança: «Felizes os puros de coração, porque verão a Deus» (Mt 5, 8). 1. O desejo da felicidade A palavra «felizes», ou bem-aventurados, aparece nove vezes na primeira grande pregação de Jesus (cf. Mt 5, 1-12). É como um refrão que nos recorda a chamada do Senhor a percorrer, juntamente com Ele, uma estrada que, apesar de todos os desafios, é a via da verdadeira felicidade. … >> continuar a ler

Homilia integral do Papa Francisco na Missa com os Cardeais

«Senhor, se quiseres, podes purificar-me». Compadecido, Jesus, estendeu a mão, tocou-o e disse: «Quero, fica purificado» (cf. Mc 1, 40-41). A compaixão de Jesus! Aquele «padecer com» levava-O a aproximar-Se de cada pessoa atribulada! Jesus não Se retrai, antes, pelo contrário, deixa-Se comover pelo sofrimento e as necessidades do povo, simplesmente porque Ele sabe e quer «padecer com», porque possui um coração que não se envergonha de ter «compaixão». Ele «já não podia entrar abertamente numa cidade; ficava fora, em lugares despovoados» (Mc 1, 45). Isto significa que, além de curar o leproso, Jesus tomou sobre Si também a marginalização que impunha a Lei de Moisés (cf. Lv 13, 1-2.45-46). Não teme o risco de assumir o sofrimento alheio, mas paga por inteiro o seu preço (cf. Is 53, 4). A compaixão leva Jesus a agir de forma concreta: a reintegrar o marginalizado. Temos aqui os três conceitos-chave que a … >> continuar a ler

Vaticano: D. Manuel Clemente concelebra primeira Missa do Papa com novos cardeais

Celebração em várias línguas, incluindo português, vai recordar cristãos perseguidos no mundo Cidade do Vaticano, 15 fev 2015 (Ecclesia) — O Papa Francisco vai presidir hoje na Basílica de São Pedro à primeira Missa com os novos cardeais, incluindo o patriarca de Lisboa, uma cerimónia em várias línguas, como o português ou o birmanês. D. Manuel Clemente e os outros 18 cardeais que foram criados este sábado vão subir ao altar pelas 10h00 locais (menos uma em Lisboa), para uma celebração em que vão participar centenas de portugueses e cabo-verdianos. A segunda leitura da Missa vai ser proclamada em português e, depois da homilia do Papa, os presentes vão ser convidados a rezar pelos novos cardeais e pelos cristãos perseguidos e “humilhadores pela dureza do coração dos homens”. Em chinês, a assembleia vai recordar os responsáveis políticos, pedindo que recusem “qualquer forma de corrupção e injustiça”, seguindo-se uma oração em birmanês … >> continuar a ler

Quaresma: pregações sobre a relação entre Igrejas do Oriente e Ocidente

As pregações da Quaresma para o Papa Francisco e Cúria Romana terão inicio na sexta-feira, dia 27 de fevereiro pelas 9 horas na Capela Redemptoris Mater no Vaticano. Serão proferidas pelo frade capuchinho Padre Raniero Cantalamessa, Pregador da Casa Pontifícia. Segundo informa o jornal L’Osservatore Romano, o tema será: “Dois pulmões, um só respiro. Oriente e Ocidente unidos na profissão da mesma fé”. A escolha do tema, segundo explica o Padre Raniero, foi inspirada na recente visita do Papa Francisco ao Patriarca Ortodoxo Bartolomeu I e no convite para partilhar em plenitude a fé comum à ortodoxia e à Igreja Católica. Após uma meditação introdutória sobre o sentido da Quaresma, a pregação buscará mostrar o acordo de fundo ou, a complementaridade das duas tradições sobre alguns dos grandes mistérios da fé: a Trindade, a pessoa de Cristo, o Espírito Santo e a doutrina da Salvação. No esforço em promover a … >> continuar a ler

horarios

Horários

    Missas

    • Sábado
    • 17h (vespertina)
      19h
      Capela de St.º António
      Igreja Matriz
    • Domingo
    • 9h30
      11h30
      19h
      Igreja Matriz
      Igreja Matriz
      Igreja Matriz
    • Semana
    • 2.ª a 6.ª feira
      3.ª e 5.ª feira
      19h
      9h30

    Acolhimento

    • Para diálogo, Sacramento da Reconciliação ou aconselhamento espiritual.
    • 3.ª feira
      4.ª feira
      5.ª feira
      6.ª feira
      17h-18h30
      17h-18h30
      10h-11h30
      17h-18h30
    • Outros momentos, fora destes períodos, poderão ser combinados.

    Abertura/Fecho da igreja

    • De segunda a sexta:
    • 9h-12h 17h-19h30
    • Sábado:
    • 9h-12h 17h-20h
    • Domingo:
    • 9h-12h30 17h-20h
avisos

Informações