Publicações

Consulte aqui todas as publicações da Paróquia da Amadora e outras partilhadas.

Todos os baptizados são chamados a ser discípulos de Jesus

Quando contemplamos a realidade que nos rodeia, notamos a existência de sombras que desfeiam o mundo e criam, tantas vezes, angústia, desilusão, desespero e sofrimento na vida dos homens. Esse quadro não é, no entanto, uma realidade irremediável a que estamos para sempre condenados. Nos projectos de Deus, está um mundo diferente – um mundo de harmonia, de justiça, de reconciliação, de amor e de paz. A esse mundo novo, Jesus chamava o “Reino de Deus”. É esse projecto que Jesus nos apresenta e ao qual nos convida a aderir. Somos chamados a construir, com Jesus, um mundo onde Deus esteja presente e que se edifique de acordo com os projectos e os critérios de Deus. Estamos disponíveis para entrar nessa aventura? O chamamento a integrar a comunidade do “Reino” não é algo reservado a um grupo especial de pessoas, com uma missão especial no mundo e na Igreja; mas é algo que Deus dirige a … >> continuar a ler

Convívio — Série II n.º 558

Domingo III do Tempo Comum – Ano B

O cristão acolheu o chamamento

O Evangelho deste Domingo diz-nos, antes de mais, o que é ser cristão. A identidade cristã não está na simples pertença jurídica a uma instituição chamada “Igreja”, nem na recepção de determinados sacramentos, nem na militância em certos movimentos eclesiais, nem na observância de certas regras de comportamento dito “cristão”. O cristão é, simplesmente, aquele que acolheu o chamamento de Deus para seguir Jesus Cristo. O que é, em concreto, seguir Jesus? É ver n’Ele o Messias libertador com uma proposta de vida verdadeira e eterna, aceitar tornar-se seu discípulo, segui-l’O no caminho do amor, da entrega, da doação da vida, aceitar o desafio de entrar na sua casa e de viver em comunhão com Ele. O encontro com Jesus nunca é um caminho fechado, pessoal e sem consequências comunitárias. Mas é um caminho que tem de me levar ao encontro dos irmãos e que deve tornar-se, em qualquer tempo e em qualquer circunstância, anúncio e … >> continuar a ler

Convívio — Série II n.º 557

Domingo II do Tempo Comum – Ano B

Somos atentos aos “sinais”?

Os “magos” são apresentados como os “homens dos sinais”, que sabem ver na “estrela” o sinal da chegada da libertação. Somos pessoas atentas aos “sinais” – isto é, somos capazes de ler os acontecimentos da nossa história e da nossa vida à luz de Deus? Procuramos perceber nos “sinais” que aparecem no nosso caminho a vontade de Deus? In site dos Dehonianos

Convívio — Série II n.º 556

Domindo da Epifania do Senhor (Solenidade) – Ano B

“Uma família que escuta a Palavra de Deus é uma família feliz”

Neste episódio do “Evangelho da Infância”, Lucas apresenta-nos uma família – a Sagrada Família – que vive atenta aos apelos de Deus e que se empenha em cumprir cuidadosamente os preceitos do Senhor. Por quatro vezes, Lucas refere, a propósito da família de Jesus, o cumprimento da Lei de Moisés, da Lei do Senhor ou da Palavra do Senhor – o que sugere a importância que a Palavra de Deus assume na vida da família de Nazaré. Trata-se, na perspectiva de Lucas, de uma família que escuta a Palavra de Deus e que constrói a sua existência ao ritmo da Palavra de Deus e dos desafios de Deus. Maria e José perceberam provavelmente que uma família que escuta a Palavra de Deus e que procura responder aos desafios postos por essa Palavra é uma família feliz, que encontra na Palavra indicações seguras acerca do caminho que deve percorrer e que se constrói sobre a … >> continuar a ler

Convívio — Série II n.º 555

Domingo da Sagrada Família de Jesus, Maria e José – Ano B

A Palavra vai nascer

No centro, à vista de todos, uma tenda: para Deus. Entrará no mundo de mansinho, para não impor-se; mas anuncia a chegada, para propor-se. Vem do Céu, porque é Deus de Deus, mas nascerá da terra, do ventre de uma Mulher, porque quer ser homem entre os Homens. Chamar-se-á JESUS, o Emanuel, Deus-connosco. Ele, que é a PALAVRA, vem dar sentidos novos às nossas palavras, preenchê-las de ternura, decifrar-lhes todos os segredos, revelar-lhes os sabores originais, salpicá-las de bom senso, vesti-las de simplicidade, pintá-las com as cores da verdade e da coerência. As nossas conversações ganharão novos brilhos e tons de festa. Serão sempre diálogos, nunca solilóquios. Nos lugares dos nossos encontros erguer-se-ão catedrais de comunicação, com Deus no meio, fascinado com a beleza das nossas ligações. Falaremos mais de nós e menos sobre os outros. Ficaremos mais perto de nós mesmos e mais próximos dos outros. Seremos mais de … >> continuar a ler

Que atitude assumimos diante dos projectos de Deus?

Neste domingo que precede o Natal de Jesus, a história de Maria mostra como é possível fazer Jesus nascer no mundo: através de um “sim” incondicional aos projectos de Deus. É preciso que, através dos nossos “sins” de cada instante, da nossa disponibilidade e entrega, Jesus possa vir ao mundo e oferecer aos nossos irmãos – particularmente aos pobres, aos humildes, aos infelizes, aos marginalizados – a salvação e a vida de Deus. (…)  Maria era uma jovem mulher de uma aldeia obscura dessa “Galileia dos pagãos” de onde não podia “vir nada de bom”. Não consta que tivesse uma significativa preparação intelectual, extraordinários conhecimentos teológicos, ou amigos poderosos nos círculos de poder e de influência da Palestina de então… Apesar disso, foi escolhida por Deus para desempenhar um papel primordial na etapa mais significativa na história da salvação. A história vocacional de Maria deixa claro que, na perspectiva de … >> continuar a ler

<< ver artigos anteriores

horarios

Horários

    Missas

    • Sábado
    • 17h (vespertina)
      19h
      Capela de St.º António
      Igreja Matriz
    • Domingo
    • 9h30
      11h30
      19h
      Igreja Matriz
      Igreja Matriz
      Igreja Matriz
    • Semana
    • 2.ª a 6.ª feira
      3.ª e 5.ª feira
      19h
      9h30

    Acolhimento

    • Para diálogo, Sacramento da Reconciliação ou aconselhamento espiritual.
    • 3.ª feira
      4.ª feira
      5.ª feira
      6.ª feira
      17h-18h30
      17h-18h30
      10h-11h30
      17h-18h30
    • Outros momentos, fora destes períodos, poderão ser combinados.

    Abertura/Fecho da igreja

    • De segunda a sexta:
    • 9h-12h 17h-19h30
    • Sábado:
    • 9h-12h 17h-20h
    • Domingo:
    • 9h-12h30 17h-20h
avisos

Informações