Comunicado da Conferência Episcopal Portuguesa

  1. Tendo consciência da extrema gravidade da situação pandémica que estamos a viver no nosso País, consideramos que é um imperativo moral para todos os cidadãos, e particularmente para os cristãos, ter o máximo de precauções sanitárias para evitar contágios, contribuindo para ultrapassar esta situação.
  2. Nesse sentido, embora lamentando fazê-lo, a Conferência Episcopal Portuguesa determina a suspensão da celebração “pública” da Eucaristia a partir de 23 de janeiro de 2021, bem como a suspensão de catequeses e outras atividades pastorais que impliquem contacto, até novas orientações. As Dioceses das Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira darão orientações próprias.
  3. Estas medidas devem ser complementadas com as possíveis ofertas celebrativas, transmitidas em direto por via digital.
  4. As exéquias cristãs devem ser celebradas de acordo com as orientações da Conferência Episcopal de 8 de maio de 2020 e das autoridades competentes.
  5. Exprimimos especial consideração, estima e gratidão a quantos, na linha da frente dos hospitais e em todo o sistema de saúde, continuam a lutar com extrema dedicação para salvar as vidas em risco. Que Deus abençoe este inestimável testemunho de humanidade e generosidade e que eles possam contar com a solidariedade coerente e responsável de todos os cidadãos, a fim de que, com a colaboração de todos, possamos superar esta gravíssima crise e construir um mundo mais solidário, fraterno e responsável.
  6. Pedimos que, a nível individual, nas famílias e nas comunidades, se mantenha uma atitude de constante oração a Deus pelas vítimas mortais da pandemia, pedindo ao Senhor da Vida que os acolha nos seus braços misericordiosos, e manifestamos o nosso apoio fraterno aos seus familiares em luto.

Lisboa, 21 de janeiro de 2021

Que procuramos?

“Que procuram?” São as primeiras palavras de Jesus no Evangelho segundo S. João. Que buscamos? Que sonhos conduzem as nossas vidas? Que horizontes almejamos alcançar? Que razões nos impelem a juntar-nos a Jesus? Que pretendemos d’Ele? Onde queremos ir com Ele? Nem sempre é fácil exprimirmo-nos, ‘à primeira’, com asserção, e acabamos por lançar ‘ao lado’: “Onde moras, Mestre?” Mas era mesmo isto que gostávamos de saber?Jesus não se incomoda com o nosso embaraço circunstancial. “Venham ver”. E nós fomos. Vimos onde Ele morava. Ficámos. Registámos a hora. Aquele Encontro reiniciou as nossas vidas. Jesus ensina em movimento. No caminho. Ele explica-nos a Vida, atravessando-a por dentro. Só poderemos ser discípulos do Mestre se tivermos a alma de buscadores e o arrojo de peregrinos. Somos seguidores. Seguimos para descobrir Jesus e, com Ele, desvendar o sentido de ‘estarmos aqui’. No turbilhão deste temporal pandémico, não nos percamos de Jesus. Nem … >> continuar a ler

Notícias da Paróquia

ver todas

Ano de SÃO JOSÉ | 8 Dez. 2020–8 Dez. 2021

Para celebrar os 150 anos da declaração do Esposo de … >> continuar a ler

Ó DO MUNDO, SENHORA DA TERRA | Cartões à venda

Podem ser adquiridos no cartório paroquial, em colecção completa ou … >> continuar a ler

Cabazes de Natal | Agradecimento dos Vicentinos

Os Vicentinos agradecem a forma solidária com que muitos paroquianos … >> continuar a ler

horarios

Horários

    Missas

    • Sábado
    • 17h (vespertina)
      19h
      Capela de St.º António
      Igreja Matriz
    • Domingo
    • 9h30
      11h30
      19h
      Igreja Matriz
      Igreja Matriz
      Igreja Matriz
    • Semana
    • 2.ª a 6.ª feira
      3.ª e 5.ª feira
      19h
      9h30

    Acolhimento

    • Para diálogo, Sacramento da Reconciliação ou aconselhamento espiritual.
    • 3.ª feira
      4.ª feira
      5.ª feira
      6.ª feira
      17h-18h30
      17h-18h30
      10h-11h30
      17h-18h30
    • Outros momentos, fora destes períodos, poderão ser combinados.

    Abertura/Fecho da igreja

    • De segunda a sexta:
    • 9h-12h 17h-19h30
    • Sábado:
    • 9h-12h 17h-20h
    • Domingo:
    • 9h-12h30 17h-20h
avisos

Informações