Patriarcado

Notícias do Patriarcado de Lisboa

Excertos da carta do Cardeal-Patriarca, D. Manuel Clemente, aos diocesanos de Lisboa

Antes de mais, desejo que estejais bem, com as vossas famílias e comunidades. Bem fisicamente e também espiritualmente, em especial os que tenham sofrido em si e nos seus com a presente pandemia ou qualquer enfermidade. (…) A pandemia afetou-nos muito, como sociedade e como Igreja. Nas suas várias incidências, da saúde à economia, do trabalho à escolaridade e ao convívio, exigiu-nos e continua a exigir solidariedade e solicitude reforçadas. Tudo se restringiu nos espaços e limitou nos encontrospresenciais, condicionalismo que só paulatinamente se ultrapassará. Tivemos celebrações comunitárias interrompidas e agora retomamo-las sob estritas regras sanitárias. Dou graças a Deus por tanta generosidade manifestada nas comunidades, bem como nos vários serviçospúblicos e particulares, estando certo de que nos reencontraremos mais próximos, justos e solidários, como necessariamente tem de ser. (…) (A Carta pode ser encontrada na íntegra no site do Patriarcado de Lisboa)

Festa da Família | 16 de junho

A Pastoral Familiar do Patriarcado de Lisboa convida as famílias a participar na Festa da Família, no dia 16 de junho, no Parque da Quinta das Conchas, Lumiar, entre as 10h e as 17h30. Pretende ser um dia festivo de celebração e encontro entre as famílias da Diocese de Lisboa e o seu Bispo, e sensibilizar a Igreja e a sociedade para a importância da família como célula fundamental da sociedade. Tem como tema: “Família: Lugar de Encontro com Deus.” Para informações detalhadas ver cartaz afixado.

Mensagem da Comissão Episcopal do Laicado e Família

 A beleza do amor de mãe –  6 de Maio de 2018  É bom, belo e justo celebrar o Dia … >> continuar a ler

Sínodo 2016 — Guião de Leitura #1

Sínodo 2016 — Oração Oficial

Sínodo 2016 — Guião de Leitura #2

Mensagem Quaresmal de 2015 do Cardeal Patriarca de Lisboa

Misericórdia, a alma da Quaresma Nas leituras da Missa de Cinzas, ouvimos São Paulo aos coríntios – e agora a nós, em princípio de Quaresma: «Nós vos pedimos em nome de Cristo. Reconciliai-vos com Deus». E imediatamente a seguir, significativamente a seguir: «A Cristo, que não conhecera o pecado, identificou-o Deus com o pecado por amor de nós, para que em Cristo nos tornássemos justiça de Deus». – E porque disse eu “significativamente”? Porque a reconciliação com Deus, a conversão, tem de significar coincidência com os seus sentimentos. Os sentimentos de Deus, que, em Cristo vem ao nosso encontro, para nos recuperar por fim. E porque, vir ao nosso encontro, significa tomar-nos onde estamos, distantes e, de facto, mal, muito mal, quando longe de Deus. Tratou-se duma imensa distância que só Deus pôde superar pela incarnação, paixão e morte de Cristo, que fez sua a nossa condição, para a tornar … >> continuar a ler

Consistório 2015: Biografia oficial realça “presença ativa” de D. Manuel Clemente na pastoral das grandes cidades

Documento traça perfil de historiado aberto ao diálogo com a cultura contemporânea Cidade do Vaticano, 14 fev 2015 (Ecclesia) – A biografia oficial de D. Manuel Clemente, divulgada pelo Vaticano, sublinha a “presença ativa” do cardeal-patriarca na ação da Igreja Católica nas duas maiores cidades portuguesas. “Um historiador da Igreja, perito da pastoral nos contextos urbanos ocidentais de antiga tradição católica, necessitados de uma nova evangelização: o cardeal português Manuel José Macário do Nascimento Clemente soube unir o estudo das origens do cristianismo lusitano a um ministério caraterizado por uma presença ativa nas suas maiores cidades do país, Porto e a capital Lisboa”, pode ler-se. Para além das principais datas da vida do novo cardeal, nascido a 16 de julho de 1948, o documento distribuído aos jornalistas pela Santa Sé assinala o trabalho na área da História Religiosa e a colaboração com vários meios de comunicação social, incluindo o programa … >> continuar a ler

Vaticano: D. Manuel Clemente concelebra primeira Missa do Papa com novos cardeais

Celebração em várias línguas, incluindo português, vai recordar cristãos perseguidos no mundo Cidade do Vaticano, 15 fev 2015 (Ecclesia) — O Papa Francisco vai presidir hoje na Basílica de São Pedro à primeira Missa com os novos cardeais, incluindo o patriarca de Lisboa, uma cerimónia em várias línguas, como o português ou o birmanês. D. Manuel Clemente e os outros 18 cardeais que foram criados este sábado vão subir ao altar pelas 10h00 locais (menos uma em Lisboa), para uma celebração em que vão participar centenas de portugueses e cabo-verdianos. A segunda leitura da Missa vai ser proclamada em português e, depois da homilia do Papa, os presentes vão ser convidados a rezar pelos novos cardeais e pelos cristãos perseguidos e “humilhadores pela dureza do coração dos homens”. Em chinês, a assembleia vai recordar os responsáveis políticos, pedindo que recusem “qualquer forma de corrupção e injustiça”, seguindo-se uma oração em birmanês … >> continuar a ler

Jornada Diocesana da Pastoral da Saúde reflete sobre o apoio espiritual ao doente

A 16.ª Jornada Diocesana da Pastoral da Saúde vai decorrer no próximo dia 7 de fevereiro, sábado, no auditório do Hospital Pulido Valente, em Lisboa, com o tema ‘O apoio espiritual ao doente’. Este encontro é organizado na proximidade do Dia Mundial do Doente, que a Igreja celebra a 11 de fevereiro. “A razão é simples: sendo o tema desse dia ‘A sabedoria do coração’ e porque o doente deve sentir-se amado, nada melhor do que o fornecer do apoio espiritual de que ele precisa. A espiritualidade faz parte do “cuidar” e tem mesmo dimensão terapêutica. Por isso, a Igreja, perita em humanidade, quer fazer-se próxima de todos os que estão em sofrimento, tomado por uma qualquer enfermidade”, refere um comunicado. Do programa, destaque para a sessão de abertura, a partir das 9h30, com a participação, entre outros, do Patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, e para os temas ‘A … >> continuar a ler

<< ver artigos anteriores

horarios

Horários

    Missas

    • Sábado
    • 17h (vespertina)
      19h
      Capela de St.º António
      Igreja Matriz
    • Domingo
    • 9h30
      11h30
      19h
      Igreja Matriz
      Igreja Matriz
      Igreja Matriz
    • Semana
    • 2.ª a 6.ª feira
      3.ª e 5.ª feira
      19h
      9h30

    Acolhimento

    • Para diálogo, Sacramento da Reconciliação ou aconselhamento espiritual.
    • 3.ª feira
      4.ª feira
      5.ª feira
      6.ª feira
      17h-18h30
      17h-18h30
      10h-11h30
      17h-18h30
    • Outros momentos, fora destes períodos, poderão ser combinados.

    Abertura/Fecho da igreja

    • De segunda a sexta:
    • 9h-12h 17h-19h30
    • Sábado:
    • 9h-12h 17h-20h
    • Domingo:
    • 9h-12h30 17h-20h
avisos

Informações